Batuques de Resistência

Em Campina Grande – PB, conhecida como a Rainha da Borborema, o maracatu, o coco de roda e a ciranda ecoam pelos batuques do Baque Virado, grupo de percussão fundado em julho de 2014, pelas percussionistas Virgínia Passos e sua filha Yohana Passos.

O amor à música, compartilhado por mãe e filha, foi o que motivou a criação desse novo projeto que fortalece a cultura popular e resgata às raízes da cultura negra no município e no Estado. Porém, a ligação delas com a música percussiva e de forma profissional foi iniciada em 2009, em outro grupo do município, que também contou com a contribuição de ambas para a sua criação.

Atualmente, o Baque Virado da Borborema, reúne quinze integrantes, e apesar de ser um grupo cultural misto, é formado em sua maioria por mulheres. A idealizadora e percussionista, Virgínia Passos, ressalta que a presença das mulheres no grupo é gratificante porque reafirma que elas podem e são capazes de ocupar os espaços e baterem tambor.

De fato, o significativo número de mulheres contribui para fortalecer a representatividade feminina na música percussiva, como também, nas mais variadas vertentes musicais, porém, a dificuldade para se reafirmar nesse cenário são muitas.

De acordo com Virgínia Passos, o cenário musical do município não é favorável às mulheres. “Por sermos mulheres, a gente tem que provar o tempo todo e em todos os lugares onde há apresentações […] que somos capazes, infelizmente, por conta disso a gente já perdeu muitos nomes femininos”, frisou.

Além das apresentações, o Baque Virado promove oficinas destinadas àqueles que desejam aprender algum instrumento, como também, ingressar no grupo e contribuir com o fortalecimento das manifestações culturais.

“O significativo número de mulheres contribui para fortalecer a representatividade feminina na música percussiva”Fotos: Divulgação/Baque Virado da Borborema

CONTATOS:

Para ficar por dentro do trabalho realizado pelo Grupo de Percussão Baque Virado da Borborema é só acompanhar o grupo pelo facebook (Baque Virado) e Instagram (@baqueviradodaborborema). Para contratar é só entrar em contato através do fone 83/98101-9516 e pelo email: producoesculturais@yahoo.com.br

Por Luana Gregório (repórter) – Mirelly Passos (editora)