Em Campina Grande, bairro das Malvinas é contemplado com melhorias na mobilidade urbana

O bairro das Malvinas, localizado em Campina Grande – Paraíba, é considerado uma das localidades mais populosas do município, tendo mais de 38 mil habitantes, segundo dados do censo do IBGE, em 2010. Com esse crescimento habitacional, ano após ano, surgiram recorrentes reclamações por parte da comunidade por mais acesso a ônibus.

Morador do Bairro há mais de vinte anos, o senhor João Barbosa, destacou que com o crescimento acelerado, as rotas dos ônibus ficaram cada vez maiores, consequentemente, a espera por parte da população aumentava. Além disso, ele ressaltou que por ser um dos maiores bairros do município a necessidade da melhoria dos serviços prestados precisava ser adaptada de acordo com o desenvolvimento da localidade.

A partir dessas e de outras reclamações de moradores, foi planejado um Terminal de Integração que funcionasse semelhante ao que já existia no Centro da Cidade, assim, foi construído o Terminal de Integração do Chico Mendes. O mesmo pode ser considerado um grande avanço na mobilidade urbana não só do bairro, mas, de toda a cidade, facilitando assim, a comodidade dos moradores.

Porém, após a entrega da obra e com o início do funcionamento, surgiram vários fatores que vieram a preocupar quem utilizava e dependia do terminal para se locomover, como também, para os pedestres que circulavam diariamente. A falta de sinalização nas ruas era outra preocupação da população, considerando, ser uma área populosa, com comércio, creches e escolas.

“O terminal de integração foi uma das melhores obras que o bairro já obteve, eu o utilizo todos os dias e me sinto mais segura na hora de esperar o ônibus, mas sentíamos falta da conclusão, pois a obra em si foi concluída, mas as sinalizações e a organização no tráfego nas imediações estavam deixando a gente preocupada,” relatou a estudante Amanda Oliveira.

A partir da necessidade, moradores se organizaram para reclamar junto aos órgãos responsáveis, nesse caso, a Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP). A principal reivindicação da população era a instalação de faixas de pedestres e lombadas, pois as ruas que antes eram calmas foram contempladas com asfalto e começaram a registar um tráfego de carros e de motos mais intenso, onde os mesmos abusavam da velocidade colocando em risco a vida de quem estava por perto. Após alguns meses de espera, foram providenciadas várias placas de sinalizações, lombadas e faixas de pedestres para que facilitassem o tráfego, assim, tranquilizando os moradores da localidade.

A falta de sinalização nas ruas era outra preocupação no bairro das MalvinasFotos: Andreza Ewelyn

Por Andreza Ewelyn (repórter) – Luana Gregório (editora)