Projeto oferece aulas de Ballet Clássico a alunos da rede pública

Democratizar o acesso à dança e inserir crianças da rede pública de ensino nesse universo são alguns dos objetivos do projeto social Dança Cidadã, desenvolvido no Teatro Municipal Severino Cabral, em Campina Grande. É nesse espaço que crianças de 7 a 11 de idade, aprendem a arte de movimentar o corpo e as técnicas do Ballet Clássico.

Tornar o Ballet Clássico acessível às crianças e ensiná-las uma modalidade de dança é apontado pelo professor de Ballet, Marley Lucena, como alguns dos benefícios que o projeto social traz para a comunidade.

“Apesar de ser algo que está se popularizando, o Ballet ainda é muito elitista. Porque para praticar você tem que ter sapatilha, uniforme e pagar a um profissional para lhe ensinar. Então, o projeto é importante por isso, porque ele tira essa redoma em volta do Ballet e traz meninas de diversas classes sociais para fazer aula gratuita”, destacou.

O diretor do Teatro Municipal, Erasmo Rafael, explica que o projeto Dança Cidadã foi uma iniciativa de Mirna Maracajá, quando era diretora da Escola de Dança do Teatro, em 2001, mas foi extinto posteriormente e reativado em 2014 pela atual gestão. A iniciativa funciona através de uma parceria da Associação Amigos do Teatro, Teatro Municipal, Ballet Cidade de Campina Grande e Prefeitura Municipal.

O projeto oferece as aulas de Ballet de forma permanente, mas não se restringe apenas a essa modalidade de dança. Assim, ao longo do ano são realizadas oficinas de Dança Contemporânea, Circo e Teatro. Ao final do ano, as crianças expõem os ensinamentos adquiridos em um espetáculo, realizando no Teatro Municipal.

Erasmo explica que o projeto Dança Cidadã busca atrelar a educação com a cultura. Por conta disso, o público-alvo são alunos da rede municipal de ensino de Campina Grande.

A estudante da Escola Municipal Professora Francisca Zena Brasileiro, Yasmim Eshiley, 10 anos, e a estudante da Escola Municipal Semente de Luz, Joana Vitória, 7 anos, ressaltam que quando souberam das aulas se interessaram em praticar a dança, que lhe proporcionam bem-estar e disciplina.

Paralelo ao projeto Dança Cidadã foi criado o projeto Homens na Dança, que tem por objetivo possibilitar que meninos, de 13 aos 30 anos, tenham acesso de forma gratuita ao Ballet Clássico e a Dança Contemporânea.

Atualmente, os dois projetos possibilitam que em torno de 300 crianças, adolescentes e adultos tenham a oportunidade de frequentar o Teatro e praticar aulas de dança, realizando assim, o sonho de muitos deles.

Serviço

As aulas de Ballet Clássico são realizadas duas vezes na semana, sendo na quarta-feira e sexta-feira. Atualmente, há quatro turmas no período da manhã e quatro durante a tarde, de diferentes níveis.

Por Luana Gregório (repórter)  – Eloyna Alves (editora)