Grupo Água Viva: projeto que ajuda no bem estar físico e social da terceira idade

Repórter: Annellyezy Aparecida

O grupo teve início em 2008, através do NASF (Núcleo de Apoio à Saúde da Família) e a pastoral católica da pessoa idosa, coordenada por Rita Alcântara. A partir de uma conferência municipal da terceira idade em que os mesmo sentiram a necessidade de uma melhora na qualidade de vida e sugeriram a criação do grupo, começando com as caminhadas e posteriormente com os exercícios físicos depois da contratação de um professor. Desde o início a prática esportiva ajuda no bem físico e social dos idosos a partir de 60 anos, em que a maioria dos participantes é mulheres.  O atual professor de educação física do grupo Zamenhoff Araújo (53) conta que começou a trabalhar no projeto desde 2012 com aulas nas segundas e quartas que começam com a oração de agradecimento a Deus e passa pelo alongamento, aeróbico leve acompanhado de música e muito divertimento.

Educação física dos idosos – imagem: arquivo de Zamenhoff Araújo

Educação física dos idosos – imagem: arquivo de Zamenhoff Araújo

Todas as segundas, após as atividades, o grupo se reúne na casa de um membro para realizar o “café da amizade”. Todos contribuem levando uma comida, oram a Deus e saem mais felizes ainda. E para incrementar ainda mais, sempre que podem, os membros do grupo realizam passeios turísticos e sociais. E sobre o resultado dessa integração social Zamenhoff diz: “A autoestima de cada uma delas vai vigorando a cada dia e cada problema existentes na vida delas, e eu sinto no brilho do olhar de cada uma que ficou da porta para traz”.

O professor de educação física acrescenta que seu amor pelo trabalho surgiu devido a atual situação de abandono de muitos filhos colocarem seus pais nos asilos quando chegam à terceira idade. “Quando fui convidado pra trabalhar no NASF como educador físico me voltei a fazer um trabalho de autoestima e dogmas para cada um que chegar à maturidade feliz e sendo a sua felicidade plena e prevenindo de doenças do século”.  Em vista disso ele reclama que o projeto atualmente não tem apoio da prefeitura sendo sempre que preciso fazer uma viagem, por exemplo, eles bancam quase tudo por conta própria.

IMG_1387

Viagem do grupo ao marinho em Boqueirão – Pb no 2015. Imagem: Annellyezy Aparecida.

Um grupo que engrandece a vida: Depoimentos de participantes           

A coordenadora da pastoral do idoso, que está nesta jornada desde 2008 fala com muito entusiasmo que o grupo melhorou bastante a vida destas pessoas, pois elas viviam muito paradas e com os encontros: festejam, se alegram e rejuvenescem a partir das atividades físicas, festas e viagens. A mesma ainda diz em emoção que desde que começou as atividades voltou ao tempo e passou a ser criança: “Me sinto uma menina, tenho um espirito jovem graças a Deus, não estou na idade, reconheço. Mas participando da atividade física eu rejuvenesço”, contou – Socorro Rodrigues, 64 anos

 

Izabel Silva (65) era uma pessoa muito fechada por viver sozinha, no entanto sua irmã e duas amigas lhe convidaram para participar do grupo Água Viva no ano de 2015 e no decorrer que os encontros foram aumento e as viagens sendo feitas, ela foi se tornando mais feliz e se abrindo para vida. E disse: “Lá agente ora, faz atividade física, passeia… Eu até emagreci (riso), melhorei minha alimentação e taxas sanguíneas. E fazendo este trabalho agente ri, brinca e conversa. Depois que eu comecei a ir pra lá, dei para conversar mais. Eu me sinto muito feliz”, disse.

 

Santana Macedo (62), estava fazendo a sua caminhada de rotina na praça em 2010 quando se deparou com o grupo de idosos fazendo atividades físicas pela manhã, e foi convidada a se juntar a eles. E diz: “Física me dar um sono, mas eu gosto, fiquei magra e me sinto muito melhor”, disse.